Your Happy Family

Solicite um Orçamento

Nome:

Informe seu nome.

Telefone:

Informe seu telefone.

E-mail:

Informe seu e-mail.E-mail Inválido.

Bom funcionamento para um Sistema de Alarmes

Segue abaixo algumas dicas de como usar o seu sistema de alarme e alguns cuidados e procedimentos a serem tomados e seguidos. O uso inadvertido do sistema de alarme pode acarretar problemas tanto para você quanto para a empresa, como temos em você não apenas um cliente, mas também um parceiro, gostaríamos de firmar alguns pontos sobre segurança:
1) Nunca forneça informações sobre seu sistema de alarme a ninguém, pois você estará diminuindo a segurança de seu patrimônio. Senhas de palavras, senhas numéricas e controles remotos são individuais e intransferíveis, sua cessão, poderá trazer prejuízos para você e seu patrimônio.
2) A ABS, nunca fará contato telefônico com você pedindo sua senha numérica ou solicitação informações que já constem em seu cadastro. Quando a ABS entrar em contato, o funcionário irá se identificar, e solicitar a palavra chave, caso tenha duvida a respeito da veracidade da ligação, favor desligar e retornar a ligação para a ABS.
3) Se possui quadro de horário de funcionamento, em caso de ativação ou desativação antes ou depois do horário pré-determinado, a ABS entrará em contato para saber se está tudo em ordem e pedirá a previsão para reativação do sistema de alarme, solicitará que se identifique e pedirá a palavra chave, na dúvida, desligue o telefone e ligue para a central de monitoramento. É imprescindível o atendimento da ligação.
4) Informações solicitadas a central de monitoramento sobre o status do alarme somente será fornecida mediante a identificação do usuário, do local onde fica a instalação e a palavra chave, não sendo confirmadas estas informações, a solicitação não será atendida e a ABS averiguara a veracidade da solicitação.
5) Caso precise se ausentar por alguns dias, entre em contato com a empresa informando qual o período que ficará fora, pois é de suma importância sabermos este tipo de informação.
A - Caso fique um responsável pela residência ou estabelecimento, favor informar o nome, o endereço e um telefone para contato informando também se esta pessoa irá ativar e desativar o alarme.
B- Caso queira, poderá deixar uma cópia da chave do imóvel, que de acesso a parte externa do imóvel, sob guarda da ABS, desta forma, se necessário o representante poderá fazer a vistoria no local, podendo, esta cópia ficar em poder da ABS durante a vigência do contrato ou somente em sua ausência.
6) Em hipótese alguma interfira no funcionamento do sistema de alarme ou outros equipamentos instalados pela ABS, se necessário, entre em contato.
7) Nunca reaja, em tentativa de assalto ou roubo ou sobre grave ameaça, utilize os meios disponíveis de seu equipamento de segurança
8) O atraso em mais de 30 dias no pagamento do serviço de monitoramento implica na suspensão da prestação do serviço, evite transtornos desnecessários.
9) O serviço de monitoramento é feito através de uma linha telefônica, lembre-se que este é o único meio de transmissão entre seu alarme e a central de monitoramento, sendo inevitável e essencial que a mesma esteja funcionando corretamente, a falta da linha telefônica impede que a central de alarme envie ou reporte informações para a central de monitoramento. Nossa central de monitoramento detecta a falta de envio de informações de sua central de alarme, mas caso tenha algum problema em sua linha telefônica, favor nos comunicar, pois sem a linha telefônica fica impossível manter o monitoramento.
10) Para podermos executar um serviço de monitoramento com qualidade e eficiência é muito importante, que você cliente, mantenha seus dados atualizados junto à central de monitoramento. Caso haja alteração em seus dados notifique-nos via e-mail: maringa@absalarmes.com.br ou fax 3267-9197.
Disparos Falsos

Ao acionar seu sistema de alarme verifique se todas as portas e janelas estão devidamente fechadas, os maiores índices de alarmes falsos são causados por correntes de ar muito bruscas ou pequenos animais que entram no imóvel.
O texto a seguir foi retirado do site da ABESE (Associação Brasileira de Empresas de Sistemas Eletrônicos de Segurança) - conscientize-se.
"O maior problema no monitoramento de alarmes, tanto comercial como residencial, consiste no que chamamos de alarmes falsos. O conceito de alarme monitorado é simples: o equipamento instalado no local, quando detecta algum problema através de seus sensores, emite um sinal que é enviado para uma central de monitoramento 24 horas, que, dependendo do caso, aciona as pessoas responsáveis ou os órgãos competentes para a tomada de ações e a conseqüente solução do problema.
O alarme falso surge justamente quando o painel de controle detecta indevidamente um sinal, enviando-o para a central de monitoramento, que irá acionar as pessoas responsáveis, como também a polícia, que deslocará para o local uma viatura. Neste caso, ocorrerá o uso indevido de um órgão público, que poderia estar atendendo a uma ocorrência de real emergência no mesmo momento. Sendo assim, o alarme falso gera um despacho policial falso, ou seja, uma notificação de crime as autoridades sem a evidência de um acontecimento criminoso.
O sinal falso do alarme acontece basicamente por três fatores: problema no equipamento, incluindo má qualidade do equipamento e da instalação; condições climáticas e por manuseio indevido do usuário (inexperiência ou erro). Dos alarmes falsos, 95% são causados pelos próprios clientes. Os alarmes falsos têm como maior conseqüência à falta de credibilidade do sistema eletrônico de segurança, ameaçando a imagem do setor e das empresas que prestam os serviços na área, pois tanto os novos possíveis usuários, como as autoridades competentes terão a errônea idéia de que o sistema não funciona.
Os sistemas eletrônicos de segurança têm função preventiva e são instalados para evitar ou acompanhar, quando monitorados, roubos, vandalismo, assaltos, fogo, emergência médica, linha de montagem e níveis tóxicos ou de temperatura, entre outros. Dados fornecidos pelas centrais de monitoramento mostram a eficiência do sistema: a cada 100 tentativas de furtos em estabelecimentos com alarmes, 94% fracassam; o número de estabelecimentos roubados sem alarmes é três vezes maior e a quantidade de bens roubados em estabelecimentos sem alarmes é 10 vezes maior que os que possuem alarmes."
 
 

Veja Mais:

  • Dica de Segurança para sua Casa Ou Apartamento enquanto está viajando

  • Dica de Segurança para Condimínios e Edifíios




  • Nossos Clientes